terça-feira, 29 de janeiro de 2013

Poetas de Pijama e eu.

Sabe quando as oportunidades aparecem e batem na porta da tua casa, causando uma enorme surpresa agradável? Pois é, eu não sabia até uma amiga minha (Vânia Oliveira) comentar comigo que estavam selecionando escritores (embora eu não me considere um) para fazer parte de um livro, que um grupo da FURG estava produzindo. Com minha petulância, apostei nisso e fui muito bem recebido pelo grupo. O Poetas de Pijama, da FURG, me recebeu de braços abertos, me acolhendo de forma inesperada por mim, pois me formei em outra universidade e nunca fiz nada lá pelas bandas da federal. E isso não fez a menor diferença. O que pesou a meu favor, e que é a busca do grupo, é a vontade de fazer poesias, textos, crônicas, contos, enfim, vontade em fazer literatura. Aí mandei uns textos meus e fui selecionado, entre tantos escritores - de verdade. O resultado está estampado nas páginas do livro Poetas de Pijama, brilhantemente produzido por Mayara Floss e Pedro Porciúncula, os quais eu agradeço IMENSAMENTE a oportunidade em ter feito parte deste projeto e, desde já, me convidando, de outros que o grupo possa produzir novamente. Agradeço cada um que me apoiou para a realização deste sonho: pais, amigos, família e todo mundo. Gostaria de poder enviar um exemplar ao meu saudoso amigo Moacyr Scliar, que, sem dúvida, foi a pessoa que mais me incentivou a escrever, quando estava desistindo da ideia, mas, infelizmente, não posso fazê-lo, então, carrego comigo a dedicatória a ele de todos os outros livros que escreverei e farei parte (pretensioso) e qualquer texto meu. Mas, quanto ao grupo Poetas de Pijama, mais uma vez, não tenho palavras para agradecê-los.

2 comentários:

Giliard disse...

Compartilhamos de uma paixão: Scliar. :D
Que a gente possa figurar em muitas outras antologias, juntos!

Abração, velhim.

Primos disse...

Oi Matheus, brincadeirinha no meu blog! Eu que agradeço a participação a poesia é para todos, não tem credo, nem partido, não tem fronteiras.

Abraço,

MF